Notícias

Novembro Azul conscientiza os homens sobre o câncer de próstata

Do Sindjuf/SE

 

Depois do Outubro Rosa, vem o Novembro Azul, campanha que busca incentivar os homens a cuidarem da saúde e, principalmente, conscientizá-los sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata. Este que, no Brasil, é o segundo tipo de neoplasia mais comum entre os homens e a causa de morte de 28,6% da população masculina, segundo o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca).

 

Apesar de óbvio, nunca é demais lembrar: a prática regular de atividades físicas e uma alimentação balanceada, rica em vegetais e com pouca gordura, são medidas de importância crucial para se proteger de diversas doenças, inclusive do câncer de próstata.

 

Por questões culturais, os homens não têm o costume de cuidar da saúde satisfatoriamente. De modo geral, não cultivam o hábito da prevenção, não procuram o médico e não têm uma boa alimentação. Em razão disso, vivem cerca de sete anos a menos do que as mulheres.

 

Especialmente o câncer de próstata ainda é um grande tabu para os homens, pois sua prevenção e detecção precoce incluem o exame de toque retal. Apesar de ser um exame rápido e indolor, há muito preconceito, e os homens resistem bastante a fazer tal exame tão necessário ao diagnóstico precoce da doença e, portanto, à cura.

 

Em muitos casos, esse câncer não apresenta sintomas na fase inicial, de modo que, quando constatado, já se encontra em fase avançada, com menos chances de solução. Alguns indícios que a doença dá já na fase mais avançada são dificuldade, dor ou ardor ao urinar, vontade frequente de urinar, sensação de bexiga cheia mesmo após ter urinado, urina escurecida, dor ao ejacular e sêmen escurecido.

 

A recomendação é que, a partir dos 50 anos de idade, os homens façam regularmente exames para avaliar possíveis alterações na próstata. Além do exame de toque retal, há o exame de PSA (antígeno prostático específico). Os dois exames se complementam, por isso o ideal é que sejam feitos juntos para um diagnóstico exato.

 

O Sindjuf/SE reconhece a atenção e o cuidado que a causa merece. Por isso, apoia a campanha Novembro Azul, como forma de estimular todos os servidores a cuidarem mais de sua saúde, buscando, inclusive, ajuda médica sempre que for preciso.

Clique na imagem para ampliar